Supply Chain: entenda porque as empresas precisarão dela para sobreviver


Atualmente, temos à disposição uma série de tecnologias para ajudar no trabalho e gestão de empresas. Ferramentas como a realidade aumentada, o big data e a computação em nuvem podem tornar os processos muito mais dinâmicos. 

A Indústria 4.0 modificou completamente a forma como as organizações funcionam! 


Porém, junto com as inovações, surgem também desafios: à medida em que as empresas evoluem no desenvolvimento de novos produtos e processos, e ao mesmo tempo em que interagem de forma mais ativa com o cliente, surge uma lacuna expressiva de profissionais bem qualificados em princípios sólidos de gestão e ferramentas modernas que auxiliem a alta administração na tomada de decisão envolvendo a área de operações. 

Já entendemos que não basta ter acesso às ferramentas mais avançadas; é preciso ter alguém que saiba usá-las e aplicá-las na etapas de forma eficaz. Hoje, além da modernidade e do acompanhamento de tendências, as empresas precisam agir com inteligência e agilidade. 

Qual foi a solução encontrada pelas empresas? Investir em profissionais qualificados para compreender todo o processo de trabalho e aplicar inovações nos pontos estratégicos e necessários. É aí que entra o profissional de Produção, Qualidade e Supply Chain! 

A tendência é que este setor cresça consideravelmente em todas as empresas nos próximo anos, e a demanda por este profissional deve aumentar. Quer entender como a Produção, Qualidade e Supply Chain auxiliam empresas a superarem estes desafios? Confira neste artigo: 


Desenvolvimento


O surgimento de novas tecnologias acontece de forma rápida e contínua. São centenas de inovações e praticidades, e, frequentemente, a forma de fazer determinadas tarefas é substituída por um modelo mais eficaz. Diante de tantas mudanças, muitas empresas buscam implementá-las nos processos de suas organizações, em busca da inovação e da otimização de etapas. 


No entanto, essa ‘corrida’ por tecnologia pode ser prejudicial para o andamento dos processos. Não basta apenas adotar novas ferramentas; é necessário verificar se essa decisão faz sentido para o setor em que está sendo implementada, analisar o que isso implica para o processo de uma forma geral, e como isso pode mudar outras etapas. 


Imagine se cada setor decidisse tomar decisões e fazer mudanças em suas respectivas tarefas e partes de um projeto, sem considerar as demais etapas? 


Por isso, a área de Produção, Qualidade e Supply Chain têm crescido nos últimos anos. Empresas e organizações entenderam que a integração efetiva das etapas de um processo de produção é crucial. Ter à disposição um profissional com conhecimento multidisciplinar que o capacita a conhecer, interagir e influenciar várias áreas da empresa através de uma visão estratégica e sistêmica proporciona maior fluidez aos processos de gestão da empresa.  



Desafios 


Vocês devem imaginar que uma empresa passa por diversos desafios ao longo de todo o processo de produção, certo? Estando diretamente ligado a todas as áreas que compõem um processo, o profissional precisa estar preparado para ajudar a resolver questões variadas, e fazer isso com eficiência. Confira alguns destes desafios:


1. Lidar com a complexidade da cadeia


Com atuação cada dia mais ampla das empresas e uma realidade mais globalizada, a cadeia de suprimentos sofre um grande aumento em sua complexidade. As ramificações da cadeia aumentam, e o fluxo de atividades se torna cada vez mais entrelaçado e complicado, englobando variados agentes, com propostas distintas e capacidades de produção bem diferentes um dos outros — o que aumenta a dificuldade na integração para se atingir um ponto de equilíbrio. 

Nesse contexto, gerir todos os processos necessários e manter todas as etapas em conformidade com as demandas é um grande desafio. O profissional precisa então mapear processos, alinhar atividades executadas por diferentes responsáveis e evitar rupturas que possam afetar a cadeia produtiva e a experiência do consumidor.

 2. Integração de times e processos


Ao lidar com processos, desde os extensos aos mais simples, são várias etapas que se integram, que vão desde a compra de matéria-prima até a finalização do produto. Para garantir o sucesso e a boa execução de todo esse processo, é importante que as equipes atuantes nele estejam preparadas e integradas

O profissional da Produção, Qualidade e Supply Chain, deve, por exemplo, garantir que a gestão logística se integre ao setor de estoques, que deve também entrar em contato com o setor de compras, formando um conjunto sincronizado de atividades.

3. Administração e otimização do tempo

A multidisciplinaridade é um fator intrínseco à atuação deste profissional. Por isso, ele deve ser capaz de administrar bem o tempo gasto em cada tarefa e área, evitando focar demais em uma etapa e negligenciar outras. Além disso, precisa considerar atitudes e tarefas que ajudem a otimizar o tempo de todo o processo, focando na agilidade. 



Demandas


O profissional atuante na área deve estar preparado para atender demandas diversificadas. Por estar em constante contato com diversas áreas simultaneamente, é preciso ser capaz de olhar de forma sistêmica e ágil para cada situação. Entenda algumas demandas que o profissional precisa resolver:

      • Atuar de forma objetiva: é essencial que o profissional seja capaz de compreender todo o processo de produção, mas, além disso, deve ser ágil. A atuação inteligente, baseada na rápida tomada de decisão é muito importante, principalmente nas áreas operacionais da empresa, garantindo a sinergia entre as áreas de atuação. 

      • Formar e integrar times multidisciplinares: a atuação integrada das equipes ajuda a promover um processo mais alinhado, garantindo uma boa desenvoltura nas áreas de atuação.




      Onde trabalhar?


      Um profissional especializado em Produção, Qualidade e Supply Chain possui diversas oportunidades de atuação. Adquirir estes conhecimentos é como dar um mergulho pela área operacional, funcionando como um job rotation, em que o profissional adquire conhecimentos em várias áreas que são inter-relacionadas. Confira algumas possibilidade de atuação:  

       

      • Área de engenharia de operações: gestão da produção, gestão da qualidade, PCP, PCM e Manutenção.

      • Área de engenharia econômica: gestão dos riscos, investimentos e gestão dos custos. 

      • Área de engenharia do produto: desenvolvimento novos produtos, desenvolvimento de processos enxutos, planejamento de projetos, modelagens.

      • Área de Logística e Transportes: armazenagem, distribuição e movimentação de matéria prima e produto acabado

      • Área de Sustentabilidade: gestão ambiental, Segurança do Trabalho, logística reversa e Responsabilidade Social Empresarial.


      Oportunidades

      Como podemos ver, a área apresenta várias possibilidades de atuação. Com conhecimentos em Produção, Qualidade e Supply Chain, o profissional se torna capaz de atuar com competência nas diversas áreas da empresa, com aproveitamento de talentos e multi conhecimentos que se adaptam a mudança com maior facilidade. 

      Portanto, as empresas estão buscando cada vez mais estes profissionais, para os cargos de gestão e comando da empresa, com conhecimentos em diversas áreas e que se completam ajudando na tomada de decisão mais assertivas.  Este profissional pode atuar em diversas áreas da empresa com competência, o que dá mais flexibilidade para a empresa aproveitar melhor os talentos para atuar nas áreas de maior necessidade.

      Sonha em ser uma liderança na sua organização? A área de Produção, Qualidade e Supply Chain pode te ajudar a desenvolver as características necessárias para atuar neste setor. 



      Competências 


      Agora que vimos as demandas, desafios e atuações do profissional de Produção, Qualidade e Supply Chain, é hora de entender como estar apto para desempenhar todos esses papéis. Mais do que o conhecimento técnico, o profissional precisa desenvolver algumas capacidades e competências comportamentais, que vão garantir a eficiência do seu trabalho, e consequentemente, de todos os processos dentro da empresa. 


      •  Tomada de decisão: o profissional precisa estar preparado para tomar decisões que vão impactar diretamente na cadeia de produção. Além disso, deve escolher e empregar tecnologias, métodos e técnicas gerenciais da área operacional, com intuito de alcançar as metas de redução de custos, rentabilidade do negócio e gestão da informação. 


      • Liderançaé preciso ser capaz de formar, treinar e gerenciar times multidisciplinares gerando sinergia em várias áreas da empresa. Além de conhecer todos as equipes, ele precisa ser um exemplo de liderança e administração de pessoas. 

      • Visão sistêmica: entender todo o processo por meio de uma perspectiva abrangente proporciona assertividade nas decisões e melhor integração nos vários setores da empresa garantindo maior fluidez aos projetos e maior velocidade de adaptação às mudanças constantes do mercado. 


      Tendências

      Parte do trabalho do profissional desta área é, também, estar atento às novidades e inovações, compreendendo quando elas são benéficas para as etapas de um projeto. A implantação eficiente de mudanças é muito importante. Por isso, é preciso acompanhar as tendências do mercado. Confira algumas tendências que têm revolucionado a área de Supply Chain: 


      1. Impressão 3D

      A impressão 3D têm sido uma aliada na otimização da cadeia. A possibilidade de produzir peças, ferramentas e até equipamentos, testando sua eficiência e compatibilidade, permite a fabricação de produtos mais próximos e alinhados às necessidades dos clientes. 

      As impressoras 3D ajudam ainda na prototipagem de produtos, reduzindo o time to market das indústrias e, consequentemente, a disponibilização de novos itens no mercado.


      2. Inteligência artificial

      A Inteligência Artificial é uma tendência observada em várias áreas, e que deve ficar mais ampla e eficiente, auxiliando a execução de processos em supply chain. Ela pode ser utilizada para monitorar a relação entre empresas e clientes. Por meio da análise de dados do histórico de vendas, algoritmos definem com precisão o perfil dos clientes, sendo capazes inclusive de estabelecer o padrão de compra.

      3. IoT

      A Internet of Things (IoT) é muito importante na integração das etapas das de um processo. Ela permite o diagnóstico preciso de cada etapa, máquina e dispositivo,  possibilitando a prevenção dos gestores no que tange às operações de transporte, além de identificar problemas que podem interferir em toda a cadeia. Assim, o profissional evita dores de cabeça que poderiam ser facilmente resolvidas antes mesmo de acontecerem. 

      A IoT contribui para o monitoramento de todo o chão de fábrica, otimizando a produtividade, e identificando gargalos e erros nos processos.


      Pós-graduação


      Podemos entender que o trabalho do profissional de Produção, Qualidade e Supply Chain é composto por um conjunto de habilidades técnicas e comportamentais, envolvidas diretamente com a multidisciplinaridade das empresas e a capacidade de gestão. Trata-se de uma função muito importante nas organizações, responsável por garantir a eficiência de todos os projetos desenvolvidos.

      Por isso, o profissional não pode deixar de se preparar e qualificar para atuar na área, adquirindo conhecimentos que serão cruciais para o desempenho do trabalho. Neste sentido, a especialização é a melhor escolha para quem deseja alcançar um cargo de gerência ou direção de projetos e processos

      No curso, ele conseguirá adquirir a visão sistêmica  e abrangente necessária para atuar na área. Por meio da troca de experiência, o profissional conseguirá entender à fundo como integrar os times e tarefas de forma eficiente. 

      Você pode conferir o nosso curso de pós-graduação em Engenharia da Produção, Qualidade e Supply Chain, que segue a metodologia de Educação 4.0. Trata-se de um método que utiliza recursos tecnológicos para potencializar os estudos, por meio da internet, mídias sociais, inteligência artificial, realidade virtual, entre outros. Os benefícios das ferramentas digitais são combinadas ainda com a metodologia ativa, em que, mais do que simplesmente absorver o conteúdo, o aluno aprende por meio da prática, desenvolvendo projetos e experiências.  

      Neste curso, o profissional vai ter acesso a módulos que vão de encontro a expectativa de mercado e as tendências tecnológicas, focando na empregabilidade e aproximando o profissional ao mercado de trabalho e atuação profissional mais competente possível. 

      Por fim, foi possível entender que o profissional de Produção, Qualidade e Supply Chain desempenha um papel fundamental nas empresas, ajudando a superar desafios e integrar equipes. A tendência é que a importância deste profissional aumente ainda mais, conforme as organizações vão percebendo a necessidade de integração eficiente entre as áreas. 

      Se você acha que tem o que é preciso para se tornar um profissional da Produção, Qualidade e Supply Chain e quer se aperfeiçoar na área, a hora é agora! 

       

      Como o biogás resolve dois dos problemas mais sérios da humanidade?